Specialty Care

Líder mundial no tratamento neuromodulador e de neurociências, há mais de duas décadas a Allergan vem se empenhando com o desenvolvimento de soluções apoiadas na toxina botulínica A para melhorar o bem-estar físico de pessoas que sofrem com doenças e disfunções relacionadas ao sistema neurológico.

Disponível em 85 países, a toxina botulínica A tem aprovação para atuar no tratamento de 20 tipos de enfermidade, sendo que no Brasil suas indicações terapêuticas aprovadas pela ANVISA são para:

  • Distonia: Disfunção que provoca contrações involuntárias da musculatura em diversas regiões do corpo.
  • Estrabismo: Desalinhamento dos olhos ocasionado por um desequilíbrio dos músculos que agem sobre o músculo ocular.
  • Blefaroespasmo: Contrações involuntárias do músculo que controla as pálpebras, provocando um piscar incontrolável.
  • Espasmo hemifacial: Contrações involuntárias do músculo do rosto.
  • Espasticidade: Rigidez excessiva da musculatura que afeta principalmente os braços e pernas, interferindo na mobilidade dos pacientes. É uma sequela comum nas pessoas acometidas por acidente vascular cerebral (AVC), paralisia cerebral, lesões medulares, esclerose múltipla e outras patologias associadas ao sistema nervoso central.
  • Bexiga hiperativa: Contrações involuntárias do músculo da bexiga que ocasionam vontade urgente e excessiva de urinar.
  • Hiperidrose: transpiração excessiva nas regiões das mãos, axilas e pés.
  • Enxaqueca crônica: Tipo de dor de cabeça que ocorre por mais de 15 dias em um mês, com duração maior de quatro horas por evento e persistência de mais de três meses.

Fatores como eficácia, longa experiência clínica e aproximadamente 100 anos de estudo fazem da toxina botulínica A um dos medicamentos da Allergan mais procurados do mundo.

Seus resultados estão intimamente ligados à correta aplicação da substância, que deve ser feita diretamente no músculo para que possa agir no relaxamento das fibras e minimizar as contrações involuntárias e a rigidez excessiva – características observadas, por exemplo, em pacientes que sofrem de espasticidade e de distonia cervical.

Para o tratamento da enxaqueca crônica, estudos indicam que a substância bloqueia a liberação de neurotransmissores associados à origem da dor, inibindo a sensibilização das fibras nervosas periféricas que são suas condutoras.

Suporte ao paciente

Para aumentar o conhecimento dos pacientes a respeito de suas doenças, a Allergan mantém dois portais Enxaqueca Crônica e Controle Urinário, que contam com conteúdos atualizados periodicamente.

Fale conosco
Em caso de dúvida sobre a Allergan ou para mais informações, contate-nos:

SAC: 0800 14 4077 (seg a sex, das 8h às 18h)
Escritório São Paulo: +55 11 3048-0500
Fábrica Guarulhos: +55 11 2423-2000